quarta-feira, janeiro 11, 2006

Quase Kafkiano

Hoje tive de ir a um consultório médico de manhã. Enquanto esperava a minha vez, distraía o intelecto com um dos programas tipo tele-sopeira, que pululam na televisão generalista todas as manhãs.
Numa das várias rubricas deste programa analisam-se as principais notícias dos grandes diários nacionais. Uma delas era a seguinte:

No Porto, dois jovens são detidos e, umas horas depois, são presos pela polícia novamente. Estranho? Não.
Da primeira vez foram detidos por posse de arma ilegal e por suspeitas de assalto à mão armada e sequestro. Ouvidos em tribunal são postos em liberdade. Grave? Sem duvida. Mas como um mal nunca vem só…
Umas horas depois são apanhados em flagrante de delito, a assaltar um jovem electricista de 15 anos.
Depois desta descrição, que nos faz questionar o funcionamento da justiça em Portugal, impõe-se outra questão: Mas não há uma lei que proíbe o exercício de actividade laboral a menores de 16 anos???

Portugal no seu melhor!!!

2 comentários:

Anónimo disse...

Não vês que era aprendiz de elecrticista? E os outros dois jovens eram aprendizes de gatunos! Alguem tem de manter as cadeiras cheias, ou eles ou os politicos!

Filipe G. Zuluaga disse...

Tem uma interessante componente educativa ver como num curto espaço de tempo se quebraram tantas leis, princípios de conduta e regras de senso comum em ambos os lados da lei.