segunda-feira, abril 10, 2006

GAFFE NÚMERO UM


Ontem, no Hospital D. Estefânia, na sua primeira deslocação desde que tomou posse, o Presidente da República visitou enfermarias, entrou quase a medo nos quartos e cumprimentou os meninos que estavam internados com a fórmula típica dos políticos:

"Então, estás bom?"

Disse uma vez, disse duas, até que Maria Cavaco Silva, que ia um passo atrás e não tem a formatação dos políticos, disse o que outros estariam a pensar:

"Se estivesse muito bom não estava aqui."

E riu-se, mais para o menino do que por causa da gaffe do marido. Cavaco não voltou a perguntar se estavam bons, passou a perguntar-lhes se estavam melhores.

5 comentários:

Rui Estêvão Alexandre disse...

É caso para perguntar: Sr Presidente, está mesmo bom?

mary aldim disse...

Grande gaffe... lolo!
Mas pronto há que desculpar... ainda é 1 menino nestas andanças de Presidente da República.

D.Noivo disse...

E pronto!
Não perdem uma para "cascar" no Cavaco!

Tudo bem, foi uma gaffe, mas é preciso tanto entusiasmo?

Se estivéssemos a falar num PR que foi, por exemplo, à China e se "esqueceu" de falar de Direitos Humanos, aí sim haveria uma gaffe digna de registo!

Andreia Sofia P. Marques disse...

E porque não há-de ser esta questão vista como uma forma de tentar animar os doentes internados?!
Ah, pois é.... já me esquecia que cá em Portugal as pessoas andam sempre "mais ou menos" e que neste caso então a pergunta deve ser: "Está melhor?" em vez de: "Está bom?"
... Enfim, claro que quem quer pegar por alguma coisa acaba por pegar por pouco...

D.Noivo disse...

È assim mesmo!
A Andreia comenta e publica pouco mas, quando o faz, é bem feito!!!
"Aparece" mais vezes!

Bj