segunda-feira, junho 23, 2008

Portugal - Monarquia Constitucional



Concordo com o que diz o ínicio deste vídeo: "e porque ser monárquico não é Fado, Touradas, Nobres de anel e título, muito menos ser fascista e conservador. É sim olhar para o passado sem vergonha, para encarar o futuro, sendo português". Finalmente encontro uma frase em que consigo rever-me por completo na defesa da monarquia em Portugal.

Não tenho nenhum CD de Fado. Não gosto de touradas, nem sou nobre, muito menos pretendo um título. Identifico me com muitos valores do liberalismo. Mas olhando para a história de Portugal, não posso deixar de ser monárquico e perceber que a existência de um regime monárquico constitucional em Portugal, significa a defesa de certos valores comuns aos portugueses durante mais de sete séculos.

Talvez muitos dos que defendem a monarquia deviam reflectir o que significa ser monárquico e as razões para a defesa da monarquia em Portugal. A Causa Real precisa de uma nova de forma de ser entendida e comunicada.

1 comentário:

Manuel Porfírio disse...

Esse argumento para defender um regime monárquico em Portugal é muito comum e na minha opinião é errado. Só seria válido se tivessemos como comparação 900 anos de história como República e aí sim, poderíamos comparar os dois regimes, sob as mesmas circunstâncias, e concluir qual dos dois trouxe o melhor para Portugal.

De qualquer maneira a ideia de que uma pessoa, independentemente das suas capacidades ou vontade popular, tenha uma palavra a dizer nos destinos do país não me parece muito saudável para a democracia.

Abraço