domingo, junho 01, 2008

Underground Pub, o poder do Estado e a sociedade civil.









A partir de hoje, em Londres, capital do Reino Unido onde a liberdade individual é tão amada, é proíbido beber bebidas alcoólicas no metro. Qual a relevância desta lei? Ultimamente observa-se no "mundo ocidental" a tendência crescente para o Estado classificar e regulamentar os hábitos sociais. Será que a liberdade individual na sua totalidade estará ameaçada na actualidade?


A liberdade individual e a democracia liberal só estará ameaçada quando a sociedade civil se tornar fraca. Foi notável a resposta dos londrinos a esta lei criada pelo recém eleito Boris Johnson. Na véspera da entrada em vigor da referida lei, realizou-se a única e última festa no metro de Londres. As carruagens transformaram-se em autênticos pubs repletos de gente. Ficou assim demonstrado que a vontade dos londrinos é preservar as suas liberdades individuais no respeito pela ordem pública.


Em Portugal, falta ainda um longo caminho a percorrer para assistirmos a uma sociedade cívil activa e com grande poder de iniciativa. Assim penso que a democracia em Portugal ainda não é 100% efectiva. Imagine qual seria a reacção da sociedade civil portuguesa se António Costa implementasse uma lei semelhante em Lisboa...

1 comentário:

Rafael Carrilho disse...

Aqui no Brasil nunca pôde beber bedidas alcoólicas no metro. Ainda assim, a sociedade daqui també, está longe de ter uma participação e reações ativas em quaisquer que sejam as decisões tomadas pelo governo. Temos muito a mudar nos jovnes daqui, que simplismente nos últimos anos se acomodaram com a situação de ir à ipanema, ao shopping e a uma boate na zona sul e não dar a mínima para as regulamentações do Estado sobre nossas liberdades individuais. Cda vez mais distantes daquela geração de jovens que colocou Fernando Collor para fora da presidência. É uma pena.

p;s. - [dei uma roubada da notícia para comentar no meu blog]